Exportação do agronegócio chega à marca dos US$ 39 bi

As exportações do agronegócio no ano passado totalizaram US$ 39 bilhões, o que representa um aumento de 27,35% em relação a 2003. O setor foi responsável por 40,4% de todas as vendas do país para o exterior.

De acordo com o Ministério da Agricultura, no ano passado, "todos os fatores foram favoráveis para o agronegócio".
Se subtraídas as importações, o Brasil trouxe para o território nacional US$ 34,1 bilhões com a comercialização de produtos agrícolas. Com esse resultado, o setor foi um dos principais responsáveis pelo superávit da balança comercial, que teve um saldo positivo de US$ 33,7 bilhões.

Para 2005, no entanto, a expectativa do ministério é uma desaceleração do crescimento, devido à queda de preços como os de grãos e ao dólar menos valorizado, que torna os produtos nacionais mais caros para exportação.

"Espera-se que esse crescimento desacelere e fique entre 10% e 15%, o que nos levará a um resultado de US$ 43 bilhões a US$ 45 bilhões em exportações do agronegócio em 2005", disse Eliezer Lopes, coordenador de Comercialização do ministério.

O Ministério da Agricultura, em relatório divulgado ontem, diz que os fatores positivos de 2004 foram: "o elevado crescimento da economia mundial, que implicou maior demanda de bens e o aumento dos preços da commodities, a ocorrência de problemas sanitários em importantes exportadores do mercado mundial de carnes, que propiciou uma maior procura e elevação dos preços do produto [brasileiro], e a abertura de novos mercados".

Assim, o resultado das exportações se deve a um aumento de 11% dos preços gerais pagos pelo produto brasileiro e um crescimento de 15% no volume de mercadorias que deixaram o país.

Fonte: F. de São Paulo


Voltar